Defesa Civil emite novo alerta por causa da onda de calor em Santa Catarina

Boa notícia é de que uma massa de ar frio deve chegar ao estado na quarta-feira (12)


A Defesa Civil de Santa Catarina emitiu neste domingo um novo alerta por causa do calor intenso e dos índices extremos de radiação solar (UV) no estado. De acordo com informações da Epagri/Ciram, a massa de ar quente e seco, que se instalou em Santa Catarina na última semana de janeiro, deve continuar atuando no Estado até quarta-feira (12), quando está prevista a chegada de uma frente fria.

Luciano Moraes/ND
Na Baía da Babitonga, em Joinville, pescador tenta se proteger como pode do sol forte


Mas, até lá, os catarinenses devem continuar tomando cuidados redobrados com o calor intenso. Neste domingo (9), na segunda-feira (10) e na terça-feira (11) os dias continuam com sol entre algumas nuvens com chance apenas de chuva rápida de verão entre a tarde e noite, por vezes acompanhadas de temporais localizados. As temperaturas passam rapidamente dos 30°C já no final da manhã na maioria das regiões, variando entre 36ºC e 40°C à tarde, especialmente no Oeste, Litoral e Vale do Itajaí, regiões que a sensação de calor pode alcançar os 50ºC. Neste período os índices ultravioleta seguem extremos.

A onda de calor será interrompida pela passagem de uma frente fria que deve chegar a SC no final da quarta-feira (12), quando a chuva deve finalmente amenizar as temperaturas no estado. Ainda de acordo com informações da Epagri/Ciram, a partir de quinta-feira (13), durante a sexta-feira e no sábado, a chuva ocorre com mais frequência totalizando volumes entre 20mm e 40mm do Oeste ao Planalto e entre 60mm e 130mm no Litoral, especialmente na Grande Florianópolis e Litoral Sul estes valores podem ser superados. Nesse período as temperaturas máximas variam entre 23°C nas áreas altas do Planalto Sul e entre 27°C e 29°C na maior parte de SC.

Confira algumas recomendações da Defesa Civil com relação à onda de calor intenso:

Volta às aulas

   - Evitar atividades físicas durante o dia e exposição ao sol especialmente entre as 10 e 16 hs;
   -  Não ocupar ambientes não climatizados com temperaturas internas inferiores a 32 grau;
   -  Na ocorrência procurar a relocação para locais apropriados ou a suspensão das aulas.

Demais recomendações

   - Procure manter os ambientes com temperaturas mais baixas do que 32 graus, especialmente naqueles com idosos ou com condições crônicas de saúde
   - Se precisar procure locais publicos com ar condicionado
    Use ventiladores portáteis para ventilar ambientes, mas para temperaturas mais altas que 35 graus os mesmos podem não evitar problemas de saúde relacionados ao calor
   - Tome banho frio
   - Minimize exposições diretas ao sol
   - Hidrate, bebendo água regularmente e outros liquidos não alcólicos
   - Coma alimentos leves, frescos e de facil digestão tais como frutas e saladas
   - Vista roupas folgadas e de cores mais claras

Não faça

   - Deixar crianças e animais sozinhas nos carros durante qualquer período de tempo
   - Comer alimentos quentes, pesados ou de difícil digestão
   - Vestir roupas pesadas e escuras

Indices UV Extremos

   - Para Indices UV maiores que 11 significa risco extremamente prejudicial à exposição desprotegida ao sol. Tome precauções porque a pele e olhos desprotegidos podem queimar em minutos.

   - Procure evitar exposição ao sol entre às 10 a.m. and 4 p.m.
   - Se permanecer ao ar livre, procure sombras e use roupas protetoras adequadas, bonés e chapéus e óculos de sol com bloquador UV
   - Aplique generosamente filtros solares com espectro amplo SPF 30+ a cada duas horas, mesmo em dias nublados e após nadar ou suar
   - Cuidado com superfícies brilhosas, tais como areia e água que podem refletir os raios UV e aumentar a exposição.

Qualquer problema deve ser comunicado à coordenadoria municipal de Defesa Civil, através do telefone de emergência 199 ou para o Corpo de Bombeiros, no número 193. A Defesa Civil do Estado conta com atendimento de 24 horas, com equipes de prontidão. O telefone para contato é o (48) 3664-7056.

Publicado em 09/02/14-16:58


Matérias relacionadas