Tráfico humano é tema da Campanha da Fraternidade 2014

Atividades prevêem ações de conscientização e prevenção em todo o país durante o ano. Diocese de Joinville lança programação na manhã desta quarta (5)

João Batista da Silva
João Batista da Silva


Joinville

Marcando o início da Quaresma, a CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) lança nesta quarta (5) a Campanha da Fraternidade 2014. Neste ano, as ações e reflexões vão tratar do tema “Fraternidade e tráfico humano”, com lema baseado na citação bíblica de Gálatas 5:1 – “É para a liberdade que Cristo nos libertou”. O objetivo da campanha é de identificar as práticas de tráfico humano em suas várias formas e denunciá-lo como violação da dignidade, dos direitos e da liberdade humana, mobilizando as pessoas contra esse crime.

 

Divulgação/CNBB/ND
Cartaz da Campanha da Fraternidade deste ano

 

O tráfico de pessoas é uma prática do crime organizado, com estrutura sofisticada e ramificada nos grandes centros urbanos e em regiões de fronteira. Conforme ilustra o cartaz da Campanha da Fraternidade, o crime é praticado em quatro modalidades, entre o tráfico para a exploração do trabalho, para a exploração sexual, para extração de órgãos e o tráfico de crianças e adolescentes. Segundo a ONU (Organização das Nações Unidas), a prática movimenta 32 bilhões de dólares por ano em todo o mundo, com 85% do valor vindo do tráfico para fins sexuais.

De acordo dados da ONG (Organização Não-Governamental) Walk Free, são 30 milhões de pessoas no mundo vítimas de tráfico humano. Relatório da entidade em 2013 aponta 200 mil pessoas em situação de mão-de-obra escrava no Brasil, colocando o país na 93ª posição do ranking global de escravidão. Já números da OIT (Organização Internacional do Trabalho) apontam 21 milhões de pessoas exploradas pelo tráfico, sendo 1,8 milhão na América Latina. O perfil das vítimas mostra que 74% são adultos (15,4 milhões) e a maioria – 55% - mulheres. O tráfico para trabalho forçado e para exploração sexual está entre as principais finalidades.

Em 2013, relatório da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) do Tráfico de Pessoas da Câmara Federal concluiu que o Brasil está entre os dez países com mais vítimas do tráfico internacional de pessoas. Foram identificadas ocorrências das diversas modalidades em vários locais do país. Também no ano passado, pesquisa inédita do Ministério da Justiça revelou o tráfico de pessoas em 11 estados de fronteira. Segundo o estudo, entre 2005 e 2011 pelo menos 475 pessoas foram confirmadas como vítimas. Dos 514 inquéritos abertos pela Polícia Federal no período, 344 foram de trabalho escravo.

Ações de conscientização e combate ao tráfico humano

O lançamento da Campanha da Fraternidade 2014 em Joinville acontece na manhã desta quarta (5), às 9h30, em coletiva de imprensa na sede do setor de Comunicação da Diocese de Joinville. Dom Irineu Roque Scherer, bispo diocesano, e o padre Ivanor Macieski, assessor diocesano, estarão presentes. Na ocasião, a igreja deve divulgar as atividades previstas na região. No mês passado, seis paróquias oferecem ao fiéis o Seminário de Estudo da Campanha da Fraternidade 2014, destacando dados sobre o tráfico humano.

O estudo também foi a realizado no Centro Pastoral Diocesano, com a participação do bispo Dom Irineu debatendo o tema e apontando ações a serem desenvolvidas durante o ano. A Pastoral da Juventude da Diocese de Joinville criou uma página especial no Facebook para divulgar informações de prevenção e combate ao tráfico de pessoas, conscientizando as pessoas a respeito do problema.

No Brasil, uma das ações confirmada é a campanha “Jogue a favor da vida. Denuncie o tráfico de pessoas”, que prevê atividades de conscientização e prevenção contra o tráfico humano e a exploração sexual durante a Copa do Mundo. Membros da CRB (Conferência dos Religiosos do Brasil) e de entidades parceiras vão atuar a partir de 18 de maio até o final do evento em todas as cidades-sede da competição. Panfletos com orientações serão distribuídos em rodoviárias, aeroportos e hotéis.

Publicado em 05/03/14-06:58