Polícia procura suspeito de matar homem a facadas e marteladas em Barra Velha

Polícia Civil divulga nome e imagem de homem que pode ter assassinado usuário de droga que era seu vizinho

Windson Prado
Windson Prado
Repórter de Segurança e Geral do Jornal Notícias do Dia Joinville


Joinville

Divulgação Polícia Civil Barra Velha/ND
Procurado. Juliano Geraldido Rodrigues é suspeito de matar Rodrigo Tavares no domingo (8)

 

 

A Polícia Civil de Barra Velha já tem a identidade e procura pelo principal suspeito de um assassinato registrado no balneário. Rodrigo Tavares Fagundes, 28 anos, foi morto com cerca de 40 facadas e ainda recebeu golpes de martelo na cabeça. O crime aconteceu no dia 9 de abril. No dia 14  a delegada  que investiga o caso, Tânia Cristina Duarte Harada, divulgou o nome e a imagem do suspeito que é procurado pela polícia.

Para a investigação, Rodrigo pode ter sido morto pelo vizinho, Juliano Geraldino Rodrigues. “Depois do crime encontramos alguns pertences de Rodrigo na casa de Juliano. O passarinho e o cão da vítima estavam com ele. Juliano também tinha diversas marcas de ferimentos pelo corpo. As marcas seriam compatíveis com sinais de luta corporal”, declarou a delegada.

Num primeiro momento Juliano apresentou documentos falso os investigadores e disse à equipe da delegada Tania que os machucados seriam decorrentes de uma briga com sua companheira. “Tanto o depoimento dele, quanto da mulher foram contraditórios. Depois disso conseguimos identificar que Juliano estava com uma identidade falsa, e na verdade chama-se Juliano Geraldino Rodrigues. Ele é foragido da Penitenciária de São Pedro de Alcântara de onde estava preso por roubo, por isso pedimos a prisão preventiva dele”, explicou Tânia.

A Polícia Civil de Barra Velha voltou À casa de Juliano, com um mandado de prisão temporária,  mas nem ele, nem a companheira  estavam no local. “Fomos informados por outros vizinhos de que ele a mulher e filha pequena deixaram a casa às pressas, abandonando pertences pessoais. Por isso, estamos divulgando a imagem de Juliano e pedimos para quem tiver alguma informações sobre o paradeiro dele entre em contato com a polícia. Ele é perigoso e procurado pela Justiça”, completa a delegada Tânia Harada.

Denuncie

Disque denúncia da Polícia Civil: 181

Delegacia da Polícia Civil de Barra Velha: 47/3456-0190

Polícia Militar: 190

Publicado em 15/04/12-19:58