Dois homicídios em menos de 24 horas

Assassinato. Rapaz é espancado no Bom Retiro. Ex-sogro mata ex-genro no Vila Nova.

Windson Prado
Windson Prado
Repórter de Segurança e Geral do Jornal Notícias do Dia Joinville


Joinville

Foto: Rogério Souza Jr. e Djulia Justen

Wind_Nd

 

Mais um fim de semana sangrento em Joinville: dois assassinatos foram registrados na cidade. O primeiro caso ocorreu na madrugada de sábado quando um homem foi morto a pauladas no Bom Retiro. O outro crime foi motivado por uma discussão entre ex-sogro e ex-genro no Vila Nova. Com mais estes dois casos Joinville computa 12 assassinatos em 2011.

Sheldon Luiz da Silva, 19 anos, morreu por volta das 5h40 de sábado, após sair de uma boate na avenida Santos Dumont, no bairro Bom Retiro. O rapaz seguia em direção ao centro da cidade quando foi abordado por cinco homens. O jovem foi atacado e espancado até a morte.

O Sheldon era de Blumenau, mas morava a um ano de Joinville e trabalhava com o pai em uma indústria. A família está barbarizada com a violência do homicídio. “Meu sobrinho foi morto a pauladas. Não sei o que aconteceu, não sei se ele tinha envolvimento com drogas, so o que sei é que meu sobrinho ficou desfigurado. Isso não se faz nem com um animal”, resumiu a dona de casa Maria Cristina da Silva, tia do menino.

A Polícia Civil investiga o caso. Conforme um familiar da vítima, a agressão teria acontecido em, frente a um supermercado. O vigia do estabelecimento presenciou o espancamento e teria tentado intervir, na defesa da vítima, mas não conseguiu por que haveria mais de cinco pessoas batendo no jovem. Câmeras do supermercado podem ter flagrado a ação, as imagens devem ajudar a polícia a elucidar o casso.

Crime em família no Vila Nova

À noite, na zona Oeste da cidade, uma festa terminou em morte. Foi na rua Denizart Peixoto. Era quase meia noite e cerca de 30 pessoas estavam reunidas na última casa da rua quando vizinhos ouviram uma discussão. A briga era entre o dono da residência, Hélio Luiz Teles de Souza, 42 anos e o ex-genro dele, Vaderlei da Silva, 26.

De acordo com a polícia militar, Vanderlei teve uma crise de ciúmes ao ver alguns amigos junto da ex-namorada e começou a discutir. O pai da garota, dono da casa, tentou acalmar os ânimos, mas acabou se envolveu no bate-boca. Ele então pegou um facão e golpeou por duas vezes o pescoço e face de Vanderlei, que não resistiu e morreu no local.

O corpo do rapaz foi recolhido pelo IML (Instituto Médico Legal) e até o final da tarde estava a espera de identificação oficial e liberação. Já o responsável pelo assassinato se entregou à Polícia, alegando legitima defesa. Ele foi conduzido à Delegacia Central de Polícia e após prestar depoimento foi conduzido ao Presídio Regional de Joinville.

Publicado em 06/02/11-18:04


Matérias relacionadas